fbpx

Bate-papo com Rafael Bechlin: Carreira e Dicas de Fotografia com Smartphone

Bate-papo com Rafael Bechlin: Carreira e Dicas de Fotografia com Smartphone

Fechando com chave de ouro os conteúdos em comemoração à Semana da Fotografia, convidamos o fotógrafo e filmmaker Rafael Bechlin para compartilhar seus conhecimentos e falar sobre sua trajetória no mundo do audiovisual.

Sente-se e pegue um cafezinho (e um caderno para anotar várias dicas), porque tem muita coisa interessante pela frente!

Como foi o início da sua carreira? 

Comecei a trabalhar com produção de vídeo, aos 15 anos, em uma produtora de vídeo de casamento, mas a paixão pela imagem vem antes disso. Quando eu tinha 12 anos, meu pai comprou uma filmadora caseira e me tornei o cinegrafista oficial da família. Registrava tudo, festinha de aniversário, viagens, brincadeiras… enfim, tudo que rolava eu filmava. Aos 16, comecei a trabalhar em uma emissora de TV a cabo, e na sequência entrei para a faculdade de Publicidade e Propaganda. Durante esse período acadêmico trabalhei em produtoras de vídeo, TV e agência de publicidade. Em 2010 contratado em uma agência de publicidade, a P Quatro, comecei a fotografar, depois decidi seguir trabalhando por conta própria como fotógrafo profissional. Minha primeira experiência em um “Set” de filmagem foi em 2009, no filme nacional “Salve Geral”, fiz fotografia still, fui responsável pelas fotos dos bastidores da gravação. Em 2012 comecei a produzir filmes de casamento, registrando e contando lindas histórias dos casais que dizem sim. Fazendo essas produções viajei para vários estados brasileiros e também para fora do país, como Alemanha, México e Estados Unidos. 

E depois disso, participei de grandes projetos como novelas, séries e filmes nacionais e internacionais. 

Quais trabalhos você classifica como os mais importantes na sua carreira?  

Pra mim todos os projetos foram muito especiais, e poderia descrever com detalhes cada um deles, mas como precisamos escolher alguns, vamos lá!  

2012 –  Minissérie “As Brasileiras” – (GLOBO)
2015 –  Filme “Capitão América” – Guerra Civil (MARVEL)
2016 – Filme “Bamo Nessa” – Cinema Nacional
2017 – Novela “Pega-Pega” – (GLOBO)
2018 – Série “O Mecanismo” – (NETFLIX)  

Em todos esses projetos eu trabalhei como produtor local, e foram realmente muito gratificantes, porque o meu sonho era um dia trabalhar no cinema. 

Qual trabalho foi mais importante para você como fotógrafo?  

Acredito que a minha primeira participação em um filme nacional como fotógrafo still, em 2009, no filme “Salve Geral”, porque a partir dele, comecei a trabalhar como produtor de cinema.  

A fotografia de smartphone é uma realidade nas mãos de todos nós, no registro dos momentos importantes. Que dicas você daria para deixar essas fotos com uma cara mais profissional? 

A principal dica, e mais simples de todas, é MANTENHA SUA LENTE LIMPA! Muita gente esquece de limpar a lente do smartphone antes de fotografar, isso parece muito básico, mas pode fazer um estrago na sua imagem se você não tomar esse cuidado. Depois disso, é muito importante encontrar um local bem iluminado para fotografar, porque ambientes escuros são mais complicados e exigem um domínio e conhecimento fotográfico mais amplo. Então, prefira locais iluminados. 

Outra dica importante é sobre a composição e o cenário! Fique atento à tudo que vai compor sua foto, seja o produto fotografado como também o fundo (o que está atrás) do objeto.

Na fotografia still, para capturar a essência do objeto: suas cores, tipo de material e acabamento, quais são os fatores que você considera essenciais para uma boa foto?

É essencial deixar o produto em evidência por isso, trabalhar com fundos neutros é uma boa opção, isso facilita a compreensão de quem está vendo a imagem. Mas nada impede de colocar o objeto em um local que tenha mais informações que possam concorrer com ele, e nesse caso, é importante ficar atento à composição (tudo que está aparecendo na foto). 

Tome cuidado ao fotografar produtos em cenários (fundos) muito poluídos, cheio de informações, que não condizem com o produto! Um cenário cheio de objetos é diferente de composição fotográfica. 

Nas fotografias abaixo, do Rafael, podemos perceber exatamente os exemplos de fundos neutros, destacando o objeto e composição fotográfica.


Anotou as dicas? Esperamos que sim!

Gostaríamos de agradecer a participação do Rafael Bechlin colaborando com esses super conselhos. Aproveite e acompanhe o trabalho dele nas redes sociais:
@rafaelbechlin | @smartfotografo

E fique ligado no nosso blog para mais conteúdos como esse 😎

No Comments

Post A Comment